Ayurveda, Yoga, Unani, Siddha, Homeopathy, Historical Prospects of Ayurveda, Philosophy of Ayurveda, Basic Principles of Ayurveda, Ayurvedic Anatomy, Ayurveda Surgery, Ayurvedic Physiology, Ayurvedic Pharmacognosy, Ayurvedic Pharmaceuticals, Ayurveda Gynecology & Obstetrics, Ayurvedic Preventive and Social Medicine, Ayurveda Toxicology, Ayurvedic ENT & Ophthalmology, Language of Ayurveda, Science of Aphrodisiac, Gerontology, Psychiatry, Pathology, Poorvaardha, Uttarardha, Historical Prospects of Yoga, Philosophy of Yoga, Basic Principles of Yoga, Anatomy of Yoga, Applied Physiology of Yoga, Yoga Therapy, Yoga Sadhana, Yogic Relaxations and Meditation, Yoga and Rehabilitation, Yoga Asana, Yoga Shatkarma, Yogic Breathing, Yoga and Cultural Synthesis, Ashtanga Yoga, Mudras and Bandhas in Yoga, Loosening Exercise, Yogic Management of Stress for Executives, Personality Development by Yoga, Historical Prospects of Unani, Philosophy of Unani, Basic Principles of Unani, Anatomy of Unani, Applied Physiology of Unani, Unani Research Bio-Statistics and Methodology, Unani Clinical Methods, Principles of treatment & Pathology in Unani, Historical Prospects of Siddha Medicine, Philosophy of Siddha Medicine, Basic Principles of Siddha Medicine, Anatomy of Unani, Applied Physiology of Unani, Siddha Medicine and Surgery, Microbiology and Siddha, Medicinal Botany Siddha, Biochemistry-Siddha Medicine, Siddha Pharmacopea, Siddha Embryology, Siddha-Forensic Medicine and Toxicology, Siddha -Obstetrics and Gynaecology and Paediatric Medicine, Principles of Siddha Pathology including Clinical Pathology, Principles of Pharmacology and Medicinal preparation, Historical Prospects of Homeopathy, Philosophy of Homeopathy, Basic Principles of Homeopathy, Anatomy of Homeopathy, Applied Physiology of Homeopathy, Surgery & Homoeopathic Therapeutics, Homeopathy Pharmacy, Homoeopathic- Pathology, Parasitology, Microbiology, Homeopathy Repertory, Homoeopathic Material Media, Homoeopathic Obstetrics and Gynecology, Organon of Medicine, Organon of Medicine & Homeopathic Philosophy

Reader Comments

Benefícios E Propriedades Do Chá Cabelo De Milho

by EmanuellyEscobar CorteReal (2018-09-15)


Benefícios E Propriedades Do Chá Cabelo De Milho

Acho que todo mundo já passou pela seguinte situação: a gente compra aquele shampoo revolucionário que todo mundo fala maravilhas e, quando usa, percebe que cabelo fica pesado. 1 - Maracujá: Colocar 3 folhas e 3 flores ou 3 frutos dentro de uma garrafa de cachaça, durante 7 dias. Tomar cabelho de milho uma colher pela manhã e uma à tarde. FIOS BRILHANTESBata a polpa de 1 folha de babosa (se seu cabelo for comprido, pode usar 2 folhas grandes) no liquidificador com um pouco de água, até formar uma pasta. Aplique no cabelo, deixe por 20 minutos e enxágüe com bastante água fria.

chá deve ser feito com a folha seca, por meio de infusão. Em um litro de água, coloque duas colheres de sopa de erva do bicho e leve ao fogo para ferver. Desligue assim que alcançar a fervura e em seguida, deixe abafado por dez minutos. Passado este tempo, coe e tome e de duas a três xícaras por dia.

Associação de plantas com propriedades diuréticas, altamente eficaz nas afecções dos rins e vias urinárias, nefrites, cistites, pielites, uretrites, albuminúrias, uricemia, cálculos renais, catarro vesical e hidropisias. Adulto: 20g da planta seca para 1l de água. Tomar 3 a 4 xícaras por dia.

Boa tarde, Eliana! Informamos que número de dias para qualquer uma das fases de desenvolvimento e crescimento do milho pode variar de acordo com cada variedade. Portanto, número de dias vai ser definido pelo contexto, clima e nutrientes cabelho de milho que a planta recebe. Recomendamos a leitura do material Fenologia do Milho no Portal Pioneer que tem mais informações sobre desenvolvimento da planta. Abaixo, segue link para material: -do-milho Um forte abraço, DuPont Pioneer.

A casca da uva (na forma de suco ou vinho tinto) contém um elemento incrível contra infarto, herpes e proteção contra câncer. Trata-se do resveratrol que, estudado por eminentes pesquisadores, teve sua ação comprovada como antioxidante e varredor de radi­cais livres. Tornou-se um elemento recomendado para bom funcionamento do coração.Os médicos da Associação Americana do Coração fizeram um apelo para que seus colegas deixem de receitar consumo de vinho para a prevenção de doenças cardíacas. motivo é que ainda há muita polémica sobre a real eficácia da bebida pela presença de álcool na mesma. Pode não ter mesmo paladar, mas comprovou-se que suco de uva contém as mesmas substâncias antioxidantes, como resveratrol, consideradas be­néficas para coração, que foram encontradas, tam­bém, no vinho tinto. suco de uva puro não tem inconveniente do álcool, e faz muito bem à saúde. Seja in natura, ou de outra forma, ingerir resveratrol encontrado na uva é uma ótima maneira de cuidar do coração.

1) Leve ao fogo as folhas de hortelã e a água. Assim que con­seguir um chá bem forte, desligue fogo e junte álcool. 2) Tampe e reserve por 2 dias, cabelho de milho coe e use. Leve a água para ferver com os grãos e pau de canela. Após ferver, deixe descansar por 10 minutos, coe e beba em seguida sem adoçar.

Coloque 2 punhados de folhas picadas de alcachofra em l litro de vinho. Depois, deixe curtir por 10 dias. Recomenda-se tomar um copinho após as refeições. Modo de fazer: lave e escove bem a cenoura, pique, coloque no liqui­dificador com um pouco de água e bata. Coe suco, acrescente suco das laranjas e adoce a gosto.

NOTA - A coleção se deve fazer da seguinte maneira: Ir até a praia com uma balde e uma faca. Encher balde com água do mar e usar a faca para tirar as algas das rochas: coloque a alga no balde. Quando tiver várias ir até em casa e conseguir uma bandeja e algumas folhas de papel grosso. Colocar água na bandeja, logo uma das algas e colocar em ordem como se deseja ser visto na folha de papel. Com cuidado passe a folha de papel sob a alga e levante. Permita que se seque durante 2 dias aproximadamente, se for necessário pode ser usada fita durex para prender a alga no papel, mas a maioria não precisa.

Um bom laxante, mas não usar contínuamente. Indicado em casos de prisão de ventre, tomar no máximo uma xícara por dia e no máximo dez dias infuso no máximo gramas por xícara de cabelho de milho água. CONTRA INDICADO A GESTANTES E LACTENTES. Pegar 10 sementes de melancia, socar, adicionar um pouco de água, cozinhar bem, adoçar e tomar uma xícara de chá 3 vezes ao dia.

155) Sinusite (infecções dos seios nasais ou cavidades cranianas que se comunicam com nariz): açucará (aspirar pó da vagem), buchinha-do-norte (ferver e aspirar vapor), eucalipto, espirradeira ou oleandra (reduzir a folha a pó como rapé), fumo (como rapé), hera-terrestre (cozinhar uma folha e pingar no nariz), mentruz (fazer com ele aplicações locais), sempre-viva-dos-jardins (chá), guatambu-amarelo (chá das folhas). Tomar depurativos do sangue. Salmoura pingar no nariz, clorofila líquida pingar no nariz.

3 — Banhos de Tronco — Toma-se esse banho numa bacia especial na água ou nos chás (chá de alfafa, feno, eucalipto, samambaia, etc.). A água deve cobrir as regiões dos rins, ventre, região lombar da coluna. Duração: geralmente duram de 15 a 20 minu­tos, mas podem, em certos casos, avançar muito mais. Servem para auxiliar na cura de doenças dos órgãos genitais, da bexiga, rins, intestinos. E como é uma maneira de se agir, com água quente, fria ou morna, nas importantes regiões do aparelho cir culatório e ramificações do sistema nervoso, é complemento pa­ra cura de quase todas as enfermidades.

UNGUENTO PARA COMBATER INFECÇÕES:Colocar em vidro de boca larga, folhas das seguintes plantas, lavadas e machucadas: 2 folhas de malva, 1 folha de confrei, 2 de guaco, 2 de salsaparrilha, 1 de maracujá, 2 de araçá, 2 de sálvia, 2 de alface, 2 de tansagem, um punhado de cabelho de milho pétalas de rosas branca, 1 pedaço de cardamomo e 3 caroços de pêssego. Encher vidro com azeite de cozinha, fechá-lo e colocá-lo ao sol. Após 5 dias, mexer bem, depois tomar uma colher por dia. Este ungüento é usado, também, para curar feridas e para problema de pele.