Ayurveda, Yoga, Unani, Siddha, Homeopathy, Historical Prospects of Ayurveda, Philosophy of Ayurveda, Basic Principles of Ayurveda, Ayurvedic Anatomy, Ayurveda Surgery, Ayurvedic Physiology, Ayurvedic Pharmacognosy, Ayurvedic Pharmaceuticals, Ayurveda Gynecology & Obstetrics, Ayurvedic Preventive and Social Medicine, Ayurveda Toxicology, Ayurvedic ENT & Ophthalmology, Language of Ayurveda, Science of Aphrodisiac, Gerontology, Psychiatry, Pathology, Poorvaardha, Uttarardha, Historical Prospects of Yoga, Philosophy of Yoga, Basic Principles of Yoga, Anatomy of Yoga, Applied Physiology of Yoga, Yoga Therapy, Yoga Sadhana, Yogic Relaxations and Meditation, Yoga and Rehabilitation, Yoga Asana, Yoga Shatkarma, Yogic Breathing, Yoga and Cultural Synthesis, Ashtanga Yoga, Mudras and Bandhas in Yoga, Loosening Exercise, Yogic Management of Stress for Executives, Personality Development by Yoga, Historical Prospects of Unani, Philosophy of Unani, Basic Principles of Unani, Anatomy of Unani, Applied Physiology of Unani, Unani Research Bio-Statistics and Methodology, Unani Clinical Methods, Principles of treatment & Pathology in Unani, Historical Prospects of Siddha Medicine, Philosophy of Siddha Medicine, Basic Principles of Siddha Medicine, Anatomy of Unani, Applied Physiology of Unani, Siddha Medicine and Surgery, Microbiology and Siddha, Medicinal Botany Siddha, Biochemistry-Siddha Medicine, Siddha Pharmacopea, Siddha Embryology, Siddha-Forensic Medicine and Toxicology, Siddha -Obstetrics and Gynaecology and Paediatric Medicine, Principles of Siddha Pathology including Clinical Pathology, Principles of Pharmacology and Medicinal preparation, Historical Prospects of Homeopathy, Philosophy of Homeopathy, Basic Principles of Homeopathy, Anatomy of Homeopathy, Applied Physiology of Homeopathy, Surgery & Homoeopathic Therapeutics, Homeopathy Pharmacy, Homoeopathic- Pathology, Parasitology, Microbiology, Homeopathy Repertory, Homoeopathic Material Media, Homoeopathic Obstetrics and Gynecology, Organon of Medicine, Organon of Medicine & Homeopathic Philosophy

Reader Comments

O Despertar Do Paixão

by Maitê Gil (2018-10-10)


O Despertar Do Paixão

Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de explicação, informação e argumentação sobre a língua portuguesa, linguagem oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Levante. Sobre classes de linguagem (levando em conta a priorização da linguagem transfigurada), a autora, como não poderia deixar de ser, utilizou-se da linguagem verbal ( escrito em si); linguagem não-nuncupativo sexo ao vivo no banheiro, as imagens que procurou formar na mente do ledor, através da narrativa em si, a exemplo visual - palavras designadas a tudo aquilo que vamos poder ver - (árvores, gato, bonde); auditivo (suspiro, estouros); gustativo (chicles, frutas); palpável (ovos, saco de tricô), olfativo (ovos quebrados, jardim), sensitivo (paixão, nojo, ódio, piedade, prazer, indulgência), fisionômico (sorriso, tranquilamente).





É organico fazer paixão consigo mesmo, ainda que também seja normal ser difícil fazê-lo. Diz São João Paulo II a respeito dos cônjuges: eles veem um ao outro com toda a paz do olhar interno que cria a perfeição da intimidade de pessoas”. Essa vontade deve ser influenciada muito muito pelos instintos e inconsciente, sendo que se tratando deste fome intelectual, varias vontades do varão ficam reprimidas e desse modo de tempos em tempos aparecem, pois estavam guardadas.



Promovido pelo The Love School, programa da Record televisão - que vai ao espaço aos sábados às 12h - a Estirão do Amor teve início em 2012, e é um evento desenvolvido para aproximar os casais - qualquer vez mas afastados pelo uso excessivo das redes sociais.

Perder um sujeito pela sua crença, raça, estilo, capitalismo, são formas de preconceito que uma persona adquire com seu pensamento insano ao longo da sua vida. Indivíduo consegue fazer sexo com muita facilidade, porém fazer amor de fato não é tão fácil. 4Expressão introduzida por Melanie Klein para escolher um mecanismo traduzido por fantasias em que sujeito introduz a sua própria pessoa (his self) integralmente ou em secção no interior do objeto para feri-lo, para possuir ou para controlá-lo.

Se conseguirmos senti-lo desse modo, nunca sofreremos por paixão, nunca nos decepcionaremos, e aquele seu amor não correspondido por aquela mulher (ou aquele homem) não doerá em você e, num belo dia (com certeza será belo!) você vai receber correspondência de alguém, porque encaixou”, foram feitos um para outro”.

Utilizar de má fé com as pessoas simplesmente para aparecer diante de um sujeito ou uma associação, é constrangedor e humilhante para quem sofrem e você um dia acabara ficando sozinho e desaparecido com suas mentiras e falsidades em frente à sociedade, dado que a verdade constantemente prevalece para fins de toda história.

Ao longo de toda a História do Cristianismo, não poucas pessoas têm atraído responder às sábias e sempre oportunas perguntas do Evangelizador Paulo, registradas em Rm.8:35, sem porém lograr sucesso em suas respostas, porque feitas ao sabor da tergiversação.